Importar ficheiros de SQL para bases de dados do MySQL

Se efetuou uma cópia de segurança ou exportou uma base de dados para um ficheiro de SQL, pode importá-la para uma das bases de dados do MySQL da sua conta de alojamento através do phpMyAdmin.

Nota: não tem de incluir a linha CREATE DATABASE (CRIAR BASE DE DADOS) na sua base de dados do MySQL. Se incluir esta linha, a sua importação poderá falhar. Recomendamos que remova a linha antes de importar a sua base de dados.

A interface do phpMyAdmin apenas lhe permite importar 8 MB de dados de cada vez. Se necessitar de importar mais de 8 MB, recomendamos que divida o ficheiro em fragmentos de 8 MB.

Aviso: se estiver a importar uma base de dados para o WordPress Gerido, deverá efetuar alterações adicionais ao seu ficheiro SQL para que o seu sítio funcione corretamente.

Para importar ficheiros de SQL para bases de dados do MySQL utilizando o phpMyAdmin

  1. Aceda à sua base de dados através do phpMyAdmin (cPanel/Plesk/WordPress Gerido).
  2. À esquerda, clique na base de dados que pretende utilizar.
  3. Clique no separador Import (Importar).
  4. Clique em Procurar, localize o ficheiro de SQL no seu computador, clique em Abrir e, em seguida, clique em Aplicar.

Isto executa o ficheiro de SQL e atualiza a base de dados tal como especificado no mesmo. Poderá demorar vários minutos para restaurar a base de dados.

Nota: se receber uma mensagem de erro com a indicação "O tempo limite do script foi excedido. Se pretender concluir a importação, volte a enviar o mesmo ficheiro para a importação ser retomada", pode selecionar imediatamente o mesmo ficheiro a importar e continuar o restauro a partir do momento em que foi interrompido.

Após a base de dados ser restaurada, certifique-se de que as suas cadeias de ligação estão atualizadas. Para obter mais informações, consulte Atualizar cadeia de ligação à base de dados do WordPress.


Este Artigo Foi Útil?
Obrigado pelos seus comentários. Para falar com um representante do serviço de apoio ao cliente, utilize o número de telefone da assistência ou a opção de conversação acima.
Ficamos contentes por o termos ajudado! Podemos fazer mais alguma coisa por si?
Pedimos desculpas. Indique-nos o que era confuso ou o motivo pelo qual a solução não resolveu o seu problema.