Declaração da GoDaddy EMEA relativa à Lei sobre Escravatura Moderna

1. Introdução

A escravatura e o tráfico de seres humanos continua a ser uma calamidade na sociedade mundial. A GoDaddy EMEA está empenhada em impedir a ocorrência de atos de escravatura moderna e de tráfico de seres humanos, quer dentro da nossa empresa, quer nas nossas cadeias de fornecimento. A GoDaddy EMEA leva muito a sério a sua responsabilidade de permanecer atenta e vigilante para o risco de escravatura moderna dentro na nossa cadeia de fornecimento. Estamos empenhados em garantir que os nossos colaboradores e a nossa cadeia de fornecimento em geral estão conscientes destes riscos e compreendem como denunciá-los. Um valor fundamental da nossa empresa é uma cultura aberta, na qual os colaboradores se devem sentir à vontade para comunicar preocupações que possam ter no que respeita à escravatura e ao tráfico de seres humanos. Para garantir que todos os diretores, gestores e colaboradores se sentem à vontade para lidar com problemas que possam surgir, começámos a desenvolver uma formação em escravatura moderna e tráfico de seres humanos no sentido de educar os nossos colaboradores.

2. Estrutura e atividade

A GoDaddy Inc. é uma importante fornecedora de tecnologia para pequenas empresas, particulares e profissionais de web design, que fornece produtos na cloud simples e fáceis de utilizar e Atendimento ao Cliente personalizado e centrado nos resultados. Operamos o maior mercado de domínios do mundo, onde os nossos clientes podem encontrar aquele pedaço de espaço digital único que se adequa na perfeição à sua ideia. Fornecemos ferramentas de segurança, alojamento e criação de sites na web para ajudar os clientes a construirem e protegerem facilmente a sua presença online. À medida que os nossos clientes crescem, fornecemos aplicações e acesso a produtos relevantes de terceiros, que os ajudam a ligar-se aos seus clientes, a gerir e desenvolver os seus negócios, e a ser descobertos online. A 31 de dezembro de 2017, tínhamos mais de 17 milhões de clientes em todo o mundo e fornecíamos soluções localizadas em mais de 50 mercados. Aproximadamente 33% do total das nossas marcações eram atribuíveis a clientes fora dos EUA.

A 31 de dezembro de 2017, tínhamos 5 990 colaboradores em todo o mundo, incluindo 3 588 na nossa equipa de Atendimento ao Cliente, 1 360 em tecnologia e desenvolvimento, 268 em marketing e publicidade e 774 nas áreas geral e administrativa. Excluídos dos nossos números de colaboradores estão quase 1 900 especialistas em Atendimento ao Cliente localizados na Bulgária, China, Colômbia, Índia, México, Filipinas e Reino Unido, que trabalham diretamente para parceiros terceiros, mas que se dedicam à GoDaddy a tempo inteiro. Quase todos os nossos colaboradores estão sedeados nos Estados Unidos e na Europa.

Os nossos colaboradores e a nossa cultura ímpar têm sido parte integrante do nosso sucesso. Somos guiados pelos mesmos princípios que permitem a sobrevivência e prosperidade de novos empreendimentos: trabalho árduo, perseverança, convicção, uma obsessão pela satisfação do cliente e uma crença de que ninguém o consegue fazer melhor do que nós. Assumimos a responsabilidade por impulsionarmos resultados positivos e somos responsáveis perante os nossos clientes, o que acreditamos ter sido um fator essencial para potenciar o crescimento rápido da receita e dos clientes. Estamos convencidos de que temos uma das marcas de tecnologia mais reconhecidas nos EUA. Para saber mais sobre a natureza da nossa atividade, visite o nosso site na web: https://uk.godaddy.com/

A GoDaddy Inc. está sedeada em Scottsdale, no Arizona, e vende os seus produtos e serviços em toda a Europa, incluindo o Reino Unido.

3. Atualização a políticas relevantes

Não consideramos que trabalhamos em localizações ou setores de alto risco, uma vez que a maioria dos nossos produtos e serviços são online e os nossos escritórios e serviços de assistência não se encontram em localizações de alto risco. A grande maioria dos nossos fornecedores são organizações de serviços de TI, software, financeiros e profissionais, incluindo bancos, advogados, contabilistas, consultores, seguradoras e agências de recrutamento. Outros fornecedores incluem fornecedores de material de escritório, catering, limpeza de escritórios e outros fornecedores de gestão de instalações. Não obstante o risco relativamente baixo, compreendemos a importância de combater a escravatura e o tráfico de seres humanos e estamos empenhados em garantir que a escravatura moderna não acontece na nossa empresa ou nas nossas cadeias de fornecimento.

Como tal, atualizámos recentemente o nosso Contrato de Serviços Master Global - Código de Conduta do Fornecedor (“Código do Fornecedor”) com o seguinte texto:

Trabalho: A GoDaddy não tolerará Fornecedores de Serviços que utilizem trabalho infantil ou trabalho forçado, como trabalho escravo, prisional, trabalho na condição de aprendiz, escravidão por dívidas ou outro. A GoDaddy não tolerará Fornecedores de Serviços que, de algum modo, estejam envolvidos no tráfico de seres humanos ou na exploração dos trabalhadores. Os Fornecedores de Serviços da GoDaddy têm, no mínimo, de cumprir todas as leis aplicáveis às questões identificadas abaixo:

• Escolha livre de emprego; luta contra o tráfico de seres humanos
• Tratamento humano
• Prevenção do trabalho infantil; estagiários
• Não discriminação
• Horas de trabalho
• Liberdade de associação e de negociação coletiva
• Salários e benefícios
• Lei da imigração e conformidade

Além disso, o Código do Fornecedor confere-nos o direito de auditar e/ou inspecionar os fornecedores de serviços para garantir a conformidade. O Código do Fornecedor confere-nos também o direito de terminar as relações contratuais com os fornecedores, caso as auditorias demonstrem que o fornecedor não cumpriu o Código.

Para além do Código do Fornecedor, a GoDaddy tem o seu próprio Código de Conduta, o qual inclui políticas e procedimentos destinados a combater a discriminação e o assédio, e estabelece as expectativas em relação à conduta e ao comportamento dos colaboradores no local de trabalho. Por último, a GoDaddy possui uma Linha de Apoio à Ética confidencial e dedicada, onde os colaboradores podem fazer perguntas ou denunciar uma potencial violação no que respeita a um problema de ética ou de conformidade. A Linha de Apoio à Ética é administrada por terceiros a fim de manter a confidencialidade e, quando solicitado e permitido pela legislação local, o anonimato.

4. Identificação e avaliação do risco


Durante o ano fiscal de 2018, identificámos 10 dos nossos principais fornecedores no Reino Unido e enviámos para os mesmos um questionário com o objetivo de compreender melhor a autoavaliação dos nossos fornecedores relativamente aos problemas de escravatura e tráfico de seres humanos dentro das respetivas organizações. Estamos a analisar os resultados do questionário e iremos utilizar as informações obtidas para melhorar os padrões e identificar as principais áreas de risco, caso existam. Planeamos alargar este programa de questionário à maioria dos nossos fornecedores no Reino Unido, bem como instituí-lo como um processo automatizado de integração de fornecedores para novos fornecedores em 2019. Entendemos que tal nos irá ajudar a identificar e monitorizar de forma mais eficaz problemas relacionados com escravatura e tráfico de seres humanos à medida que evoluem ao longo do tempo.

5. Indicadores-chave de desempenho

Para avaliar a eficácia das nossas medidas de combate à escravatura e ao tráfico de seres humanos, iremos analisar os seguintes indicadores-chave de desempenho:

• Número de problemas de escravatura e tráfico de seres humanos comunicados em violação do Código do Fornecedor
• Níveis de formação dos colaboradores

6. Formação


Uma parte essencial da nossa estratégia de combate à escravatura e ao tráfico de seres humanos é promover a mudança cultural através da formação. Neste último ano fiscal, demos início ao desenvolvimento de materiais de formação, aos quais os colaboradores poderão aceder para: (i) saber mais sobre a escravatura moderna e o tráfico de seres humanos; e (ii) compreender como denunciar eventuais problemas no local de trabalho. Começaremos a ministrar essa formação às principais áreas operacionais nas quais os riscos potenciais são mais elevados (por exemplo, aquisição) até ao fim do ano fiscal de 2019. Ao longo do próximo ano fiscal, continuaremos a melhorar os nossos procedimentos para nos ajudar a identificar, prevenir e mitigar os riscos de escravatura moderna e tráfico de seres humanos em relação a fornecedores novos e existentes.

7. A nossa declaração

Esta declaração é feita em conformidade com a secção 54(1) da Lei contra a Escravatura Moderna, de 2015, do Reino Unido (a “Lei”) e constitui a declaração relativa à escravatura e ao tráfico de seres humanos da GoDaddy EMEA (incluindo as subsidiárias relevantes às quais a Lei se aplica) para o ano fiscal que tem início em janeiro de 2018 e termina em dezembro de 2018.

Assinatura:
Irana Wasti
SVP, GoDaddy EMEA
Data: 28 de dezembro de 2018

Revisão: 28/12/2018
Copyright © 2017-2019 GoDaddy.com, LLC Todos os direitos reservados.